O Filme

Nos últimos anos, diante do aumento exponencial dos casos de suicídio, percebemos que precisávamos de uma ferramenta mais influente, a fim de levar à sociedade, como um todo, nossos pontos de vista sobre o tema. E em 2013, resolvemos transportar a peça Portal dos Sonhos, que obteve excelente repercussão junto ao público, do teatro para as telas de cinema.

O filme é uma produção independente - “na guerrilha” - e para bancar os custos, temos apresentado uma de nossas peças teatrais “DICAS MALUCAS”, além de realizar eventos diversos como: almoços, bingos, noite da pizza, e solicitação de doações. Como aconteceu nas apresentações de nossas peças, nós temos a certeza de que, aqueles que assistirem nosso filme, pensarão mais um pouco antes de tomarem decisões drásticas e isso, poderá salvar suas vidas e a de outros.

1ª Leitura do Roteiro

Karen é uma jovem bonita e atraente. Vive com sua mãe, o padrasto e o filho dele – Cao, que é apaixonado por ela.  Os dois se relacionam, até então, como irmãos. Karen inicia sua vida profissional numa empresa da cidade. Percebendo sua inexperiência e ingenuidade, Carlos, seu chefe, começa a assediá-la. Entendendo ser uma oportunidade para seu crescimento profissional, Karen cede espaços, apesar de saber que ele é um homem mais velho e casado.  Sua vida começa a se transformar radicalmente, quando seu descanso noturno passa a ser invadido por sonhos intrigantes e emocionalmente perturbadores. Nas madrugadas, sempre no mesmo horário, no seu quarto, surge um portal de luz por onde Karen, liberta do corpo, adentra. Do outro lado ela conhece três estranhos personagens: Um ex-policial, um noivo e um jovem estudante. Os encontros são sempre tensos, agitados. Todos a envolvem em histórias tristes e confusas. Ao retornar ao corpo, Karen se lembra de poucos detalhes do que vivenciou. Julga estar tendo pesadelos. Há também a presença de uma quarta pessoa em seus sonhos. Trata-se de uma misteriosa e indutiva mulher – Soraia, que intermedeia os encontros. O tempo passa e Karen está totalmente envolvida com Carlos. Em contrapartida, sua relação com Cao piora muito. Ele descobre o que está havendo entre Karen e o chefe dela. Fica transtornado de ciúmes tornando-se cada vez mais agressivo e arredio.

Algum tempo depois, para sua surpresa e desagrado, Karen engravida. A reação de Carlos é a pior possível quando ela conta que espera um filho seu. Ele minimiza o relacionamento dos dois e a despreza. Sentindo-se desprotegida, procura por Cao que, cego de ciúmes e raiva, resolve acertar as contas com Carlos.  Humilhada e desamparada, Karen planeja abortar, porém, após um terrível pesadelo, desiste da ideia. Sem coragem para realizar o aborto, toma uma trágica decisão – cometer suicídio.  Enquanto isso, noutro canto da cidade, Cao, após uma dura discussão com o ex-chefe de Karen, recebe um alerta através de um estranho fenômeno. Ao retornar rapidamente para casa, encontra Karen prestes a dar um tiro na cabeça. Ele a impede e propõe que, juntos, encarem aquela gravidez indesejada e cuidem do bebê. Karen concorda. Um ano depois, encontramos Karen pondo o seu bebê para dormir. Nesta noite, o portal surgirá no seu quarto pela última vez. Serão dadas as respostas para tudo o que aconteceu.